Notícias

Secretaria de Educação é parceira na realização da Primeira Roda de Conversa da Comunidade Surda de Aracati

#DIREITOSHUMANO | POR SIMONE | 28 DE SETEMBRO DE 2018 | 670
A Associação de Surdos de Aracati (ASA) realizou na manhã desta sexta-feira, 28 de setembro, no Cine Teatro Francisca Clotilde, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), a primeira Roda de Conversa da Comunidade Surda do município.


O evento teve como objetivo celebrar o mês do empoderamento da comunidade e cultura surda e também promover interação, socialização e espaço linguístico dos usuários de Libras, proporcionando visibilidade para essa discussão.

“A associação foi criada para minimizar as barreiras de comunicação que nós surdos sofremos. Por isso, decidimos realizar esse evento, para provocar o nosso município a respeito da surdez”, afirma Levi de Sousa Silva, presidente da ASA.

A conversação em libras é uma atividade presente na ASA. A associação tem intérpretes que facilitam a comunicação entre surdos e ouvintes por meio da Língua Brasileira de Sinais. Para a intérprete em libras, Tânia Santos, a língua de sinais é mutável assim como a linguagem verbal. Têm expressões próprias e faz parte da cultura da comunidade surda. “Para eles, ter uma língua é uma questão de pertencimento e inclusão”, explica.

A roda de conversa debateu temas como inclusão, lutas e experiências das pessoas com deficiência da comunidade surda de Aracati, além de debate e apresentação do coral da ASA. Para a intérprete Joana Bernardo, a promoção de rodas de conversas como essa, não só cria momentos de empoderamento de jovens e adultos surdos como dá visibilidade às demandas das comunidades surdas.

"Precisamos não só educar, transmitir conhecimentos, mas influir na vida das crianças e adolescentes surdos para transformá-los em cidadãos, para que lutem pelos seus direitos e conquistem seu espaço", destaca a Secretária de Educação, Theresa Zaranza.

Saiba mais
O dia mundial do surdo é comemorado no mês de setembro. O mês ficou conhecido como "Setembro Azul" e estabelece a divulgação das lutas e conquistas da comunidade surda pelos direitos linguísticos e culturais.
A comunidade surda conquistou o reconhecimento nacional sobre a Língua Brasileira de Sinais, Libras, oficializada pela Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002 e homologada pelo Decreto nº 5.626/2005. Tal decreto reconhece a libras como a primeira língua do surdo, sendo o português considerado como segunda língua, defendendo a inserção de professores bilíngues e intérpretes nas escolas.

Links

MAIS FOTOS

 

 

Deixe seu comentário