Notícias

Saiba como prevenir a Meningite através de vacinação

#SAúDE | POR PORTELA | 27 DE MARÇO DE 2019 | 291
A meningite é uma infecção bacteriana aguda, rapidamente progressiva e potencialmente fatal, causada pela Neisseria meningitidis, popularmente conhecida como meningococo. A doença provoca a inflamação das membranas que revestem o sistema nervoso central e possível infecção generalizada.

A meningite é mais grave em bebês e crianças pequenas. Os principais sintomas são febre alta, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, rigidez de nuca e, às vezes, manchas na pele.

Há cinco principais grupos de meningococos (bactérias) causadores da meningite: A, B, C, W e Y. No Brasil, em 2016, o meningococo C foi responsável por 70% dos casos da doença. O sorogrupo B por 20%, e os 10% restantes pelos sorogrupos W e Y.

As vacinas contra meningite C

Há duas vacinas contra a meningite C disponíveis no município de Aracati: a "meningocócica C conjugada", oferecida gratuitamente em postos de saúde e a "meningocócica conjugada ACWY", disponível apenas em clínicas particulares.

A principal diferença entre as duas vacinas é que a oferecida pelo SUS contém proteção apenas contra a bactéria Neisseria meningitidis do grupo C. Já a "meningocócica conjugada ACWY" é quadrivalente e também oferece proteção contra os meningococos dos grupos A, W e Y, além do C. A Sociedade Brasileira de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Imunizações recomendam esta última para bebês, crianças e adultos, já que oferece proteção para outros tipos de meningococos, além do C.


A principal forma de prevenir a doença

Existem algumas vacinas que previnem a doença. No calendário básico previsto pelo Ministério da Saúde, as crianças devem ser tomar as seguintes:

- BCG: previne a meningite tuberculosa;
- Vacina Pentavalente: protege contra a meningite e outras infecções causadas pelo vírus H. influenzae;
- Vacina Meningocócica conjugada C: protege contra a doença causada pelo N. meningitidis;
- Vacina Pneumocócica conjugada 10-valente.

A vacina contra a meningite meningocócica B não é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A doença é considerada de alta letalidade pela rápida evolução do caso. A imunização está disponível no Brasil em clínicas particulares.

O esquema de doses sugerido é de duas doses aos três e cinco meses, além de um reforço aos 12 meses, que pode ser aplicado até os quatro anos. E os adolescentes de 11 a 14 anos, um reforço ou duas doses. Com intervalo de 6 meses. Já adultos devem tomar apenas uma dose, mas somente quando for recomendado por motivos específicos.

 

Deixe seu comentário