Notícias

Aracati realiza a VII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente

POR PORTELA | 07 DE NOVEMBRO DE 2018 | 72
A Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) em parceria com a Prefeitura do Aracati, por meio da Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social, realiza, nesta quinta-feira (08), a partir das 8h, no auditório da Escola Darcy Ribeiro, a VII Conferência Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes com o tema Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento às Violências.

O principal objetivo da conferência é fazer um diagnóstico da implementação de políticas dos direitos humanos dos jovens na cidade do Aracati, além da elaboração de propostas concretas para as Conferências Estadual e Nacional e eleição dos delegados municipais.

Além dos jovens, estarão presentes representantes da sociedade civil e governamental, técnicos, bem como instituições, comitês e entidades ligadas à rede de proteção de crianças e adolescentes ou que tenham interesse no tema.

Durante o encontro, Grupos de Trabalho trabalharão cinco eixos que norteiam a discussão, dentre eles: Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social; Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes; Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes e Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas das Crianças e Adolescentes.

A conferência é uma oportunidade de apontar os desafios para que as crianças e adolescentes tenham pleno acesso às políticas sociais, bem como na participação nos âmbitos escolar, judiciário, político e familiar: A Conferência Municipal traz como grande diferencial desta edição o papel de protagonismo dos jovens, através da criação de espaço de escuta, de troca e ampla participação deste público representado em mesas de discussão, participando dos temas de debates e no cargo de delegados, ressaltou Rosimeire Brígido Ribeiro, presidente da CMDCA.

"É nesse momento que a sociedade civil junto com o poder público discute suas ideias sobre políticas públicas, sobre orçamento, sobre como garantir a primazia no atendimento das crianças e adolescentes, que está previsto na Constituição e no Estatuto da Criança. A conferência é a instância máxima de discussão e deliberação de uma política pública", comentou Katyuscya Arraes, Secretária de Cidadania e Desenvolvimento Social.

Para a Conselheira Tutelar, Raimunda Lúcia de Lima, o encontro é um espaço democrático, onde os direitos das crianças e adolescentes serão defendidos: "A conferência é uma forma de fazer o controle social, chamando tanto a sociedade civil e governamental a olhar para a realidade do nosso município", concluiu.

 

Deixe seu comentário